domingo, 30 de maio de 2010

Coisas da vida

Sexta eu fui fazer um depósito da empresa que trabalho.
A agência deles é numa área nobre de BH, então, os clientes são da classe alta.
Eu estava no caixa sendo atendido e do meu lado foi um garoto de uns 16 anos com o pai fazer um depósito.
Percebi que o pai do garoto ficava na minha frente como se estivesse escondendo alguma coisa.
Aí, ouvi o funcionário do banco que estava no caixa dizer pra ele "preciso do seu CPF, porque pela norma do BC depósito acima de 10mil precisa ser identificado com o CPF".
Daí eu deduzi o porque do pai do garoto estar escondendo alguma coisa. Afinal de contas, eu era um simples motoboy no banco de rico.
Lembrei de quando eu trabalhava de madrugada em call center e chegando o período de frio, uma noite que eu estava indo embora pra casa, vi um morador de rua sem cobertor e sem blusa deitado no chão bastante encolhido sem ter com o que tampar o frio, só com papelões de cobertor e colchão.
No outro dia, fui com uma jaqueta que tinha ganhado de presente.
Era uma jaqueta que a pessoa tinha ganhado no Moto GP da Espanha da equipe Kawasaki.
Então, só eu tinha ela aqui.
Falei no trabalho que eu ia dar ela para o morador de rua (porque lembrei dele no trabalho, não fui com intuito de dar a jaqueta pra ele) e o povo quase me bateu, falaram pra eu dar outra porque aquela ele ia vender pra usar drogas e outras coisas. Bom, mas ele precisava dormir aquela noite e estava frio, mais que na noite anterior.
Saí do trabalho e fiz o caminho de sempre, mas o morador de rua não estava lá, por alguma razão que não sei, ele não estava lá.
Fui pegar o ônibus em outro ponto pra ver se o achava mais adiante, e nada.
Fui embora e nunca mais o vi.
Passou algum tempo e sofri um acidente de moto e estava usando aquela jaqueta, ela rasgou e joguei fora.

Quem eu vou culpar pelo cara morar na rua e um guri de 16 ter 10 mil na conta?
O sistema?
Só sei que pelo menos uma vez eu não queria achar culpados, eu queria uma solução.
Esse cara ainda tá por aí, embaixo de alguma marquize, dormindo no sereno.

Um comentário:

michelle disse...

Cara... Sem palavras!
Texto muito bom, só isso.
Com relação ao idealismo, to pensando...