segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Meu armário de tralha gospel

Quando eu era evangélico, recebi diversas orações com variedades de unção.
Era unção pra tudo quanto é tipo de coisa.
Fora isso, também recebia as profecias e revelações.
Uma vez eu recebi a "unção de Davi" (será que era pra pegar mulher casada?); unção de levita (acho que só o Coperfield sabe usá-la).
Recebi profecias dizendo que eu viajaria o mundo pra pregar o evangelho.
Muita gente me viu em grandes igrejas, grandes palcos, multidões...
Pra isso, eu precisava receber um tanto de unção especial.
Precisava ser mais que um garoto com uma bíblia na mão.
Uma vez um cara disse que viu uma grande bíblia de ouro sendo entregue a mim, e eu estava recebendo ali a unção da palavra.
Outra vez foi um cajado de ouro.
Quem me dera eu tivesse tanto ouro assim... Me sentia um shake das arábias ou simplesmente um rapper gringo só que sem as mulheres.
Tiveram outras, mas a memória não puxa mais essa fase triste.
Li nos evangelhos um Cristo simples de costumes simples, bastante humano e com amor de um Deus dentro de si.
Li que ele escolheu homens sem capacidade alguma, habilidade nenhuma e nem ideia da proporção que era aquilo tudo.
Eles receberam a instrução de Cristo e só precisaram de uma unção para pregar ao mundo as boas novas do Reino.
O que fiz com tudo o que recebi?
Joguei num armário de tralha gospel que criei pra guardar tudo o que não precisava mais.
Decidi que apenas a mensagem que dEle recebi importava e era só o que devia ensinar.
Se vou viajar o mundo inteiro pra isso, pouco importa... Ele conhece os meus passos.
Se vou pregar pra um mar de gente? Acho que não e não tenho interesse.
Se aqueles que me conhecem puderem ver nesse ser humano imperfeito algo merecido valor e puderem ver Cristo aí, já é uma grande mensagem.
Que Cristo seja o único visto nos grandes palcos da vida... Não nesse palco dos homens, mas na vida, nas esquinas, nos presídios e hospitais, nas favelas e em todo lugar onde uma alma necessitada esteja.

3 comentários:

Rute Almeida disse...

Que Ele O seja nas nossas vidas.

:*

Mari Mendonça disse...

É isso.
Esse é o espírito!
Quem dera todos pensassem assim...quem dera!
:)

Ariovaldo Jr disse...

Perfeito. Inspirador!